Tags

, , ,

 

Fruto do mapeamento das casas religiosas tradicionais de matriz africana nas Regiões Metropolitanas de Belém (PA), Belo Horizonte (MG), Recife (PE) e Porto Alegre (RS), realizado em 2010 e 2011, o livro “Alimento: Direito Sagrado – pesquisa socioeconômica e cultural de povos e comunidades tradicionais de terreiros”, foi lançado nesta sexta-feira (10), na sede da Secretaria de Estado de Agricultura (Sagri). O mapeamento foi realizado pela Associação Filmes de Quintal (ASQ) e selecionado por edital pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS). O estudo resulta da parceria entre o Governo Federal e a Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura (Unesco).

O lançamento contou com a presença da ministra Luiza Helena de Bairros, da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir), além de gestores municipais e estaduais.

Maysa Almeida, diretora de Cidadania e Direitos Humanos da Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh), ressaltou que o direito humano à alimentação é essencial para a população, “em especial àquelas tradicionais, que lutam constantemente pela valorização e pelo respeito à pessoa humana, para que a segurança alimentar e nutricional seja um direito respeitado”.

O mapeamento partiu da demanda das próprias comunidades tradicionais de terreiros, que desejavam ser identificadas por pesquisas oficiais e, dessa forma, serem atendidas por políticas públicas e ações de segurança alimentar e nutricional. Além de uma grande riqueza cultural, muitos dos terreiros são espaços de acolhimento e promoção de ações sociais para a população do entorno. Os resultados também serão aproveitados para combater o preconceito e a intolerância religiosa.

(Clique na imagem para fazer download do Livro)

Fonte: Agência Pará

 

Anúncios