Na manhã de sexta-feira (10), o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos – SEDSDH lançou a campanha “Igualdade Racial é pra Valer. Racismo na Saúde Não!” A iniciativa é fruto da parceria entre SEDSDH, o Comitê Estadual de Promoção da Igualdade Racial – CEPIR, Conselho Estadual de Saúde – CES-PE e o Movimento Negro Unificado – MNU. O lançamento ocorreu no auditório do Hospital da Restauração, em Recife.

O encontro teve a participação de representantes das áreas de saúde e educação, religiosos católicos e de matrizes africanas, e gestores estaduais. Na ocasião eles firmaram o compromisso de trabalhar a questão da saúde negra sem exclusão e/ou discriminação. A campanha, reúne os princípios e diretrizes da Política Nacional de Saúde Integral da População Negra e será divulgada nos principais hospitais de Pernambuco, por meio de cartazes e panfletos. O objetivo é sensibilizar os servidores públicos da área de saúde quanto a necessidade de atender a população negra de forma igualitária.

Para Jorge Arruda, secretário executivo do CEPIR esse é um passo importante para que pessoas negras não sejam atendidas com inferioridade nos estabelecimentos hospitalares. “Precisamos acabar com a discriminação racial. Não podemos aceitar que uma pessoa negra seja atendida de forma diferente de que uma branca nos hospitais. A saúde é direito de todos, independente da cor que temos”, destaca.

Já para Roberto Natanael, diretor médico do Hospital da Restauração o momento serve para destacar que a população negra é indispensável como qualquer outra. “ Aqui no HR temos profissionais, de cor negra, em várias setores que se destacam por desempenharem excelente trabalho. Acreditamos que não é a cor que define o funcionário, e sim o trabalho que ele realiza em seu dia-a-dia”, ressaltou.

Além do lançamento da campanha, o encontro teve palestras sobre Promoção da Saúde nas Comunidades Tradicionais de Terreiros e Saúde da População Negra, ministradas por Pe. Clóvis da Universidade Católica de Pernambuco – UNICAP e Maria Inês do Ministério da Saúde, respectivamente.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Fonte: SEDSDH PE