Tags

, , ,

Mais de um mês após o desaparecimento do filho, morto em um ritual macabro em São Domingos (PE), Luzinete Amara da Silva diz não ter mágoas dos assassinos. O garoto de nove anos foi encontrado decapitado na zona rural de São Domingos no dia 10 de julho. Ele estava desaparecido desde o dia 1º. 

Na época, quatro pessoas foram presas suspeitas de matar e decapitar o garoto. Todos os suspeitos tinham envolvimento com magia negra e eram conhecidos como pais de santos. Luzinete até conhecia um deles e relata que, enquanto o filho estava desaparecido, o pai de santo pediu uma foto do garoto e data de nascimento. No entanto, ela diz que conseguiria perdoar os assassinos. 

— Eu não tenho mágoas. Não guardo rancor no meu coração.

Luzinete conta também que no dia em que o filho desapareceu ela o acordou cedo para fazer frete. O menino trabalhava em um mercado na cidade para dar o dinheiro à mãe e usava um carrinho de mão para entregar as compras nas casas. 

— Falei que ele não precisava disso, que não precisava pegar, mas ele falou: “Eu vou mãe, porque estou de férias”. Mas falei para ele voltar cedo. 

Como o filho não voltou, as buscas foram iniciadas. O corpo foi localizado em avançado estágio de decomposição. A polícia encontrou diversos objetos no local que indicam que ele foi usado em um ritual de magia negra. O garoto estava com as mãos e os pés amarrados, com sinais de estupro e a cabeça a cerca de 1 metro do corpo. No local foram achadas velas, flores, ossos, bebidas e bonecos.

Fonte: R7

Anúncios