Tags

, , ,

Pai e filho serão indiciados pelo assassinato da Mãe de Santo Patrícia de Oyá, em Rio Pardo, no Vale do Rio Pardo. O crime aconteceu em junho deste ano. De acordo com o delegado responsável pelo caso, a dupla suspeita é conhecida na região por ter muitas posses, principalmente terras. Anderson Faturi disse que já há uma base de informações para indiciar a dupla. Em julho deste ano, os dois foram detidos com uma arma que pode ter sido utilizada no crime. Mas a Justiça não aceitou o pedido de prisão temporária, o que dificultou a investigação.

– Tivemos dificuldade em colher depoimentos depois da decisão judicial. Eles são muito conhecidos por aqui e depois que este pedido de prisão temporária foi negado, muitas pessoas ficaram com medo de falar, para não sofrerem represálias. – disse o delegado.

O homicídio da mãe de santo teria sido motivado por uma disputa de terras. O inquérito será concluído e remetido ao Ministério Público em até dez dias.

O caso:

Pedro Alcir Vieira dos Santos, de 49 anos, conhecido como Patrícia de Oyá foi morto no dia 7 de junho de 2012. Segundo a Brigada Militar, a vítima saiu de casa para apagar um incêndio na garagem quando dois homens encapuzados chegaram em um veículo. Um deles disparou pelo menos quatro vezes. A mãe de santo chegou a ser conduzida para um hospital mas não resistiu aos ferimentos.

Na última semana de julho, agentes da Polícia Civil, coordenados cumpriram mandados de busca e apreensão em Santa Cruz do Sul, Rio Pardo e Passo do Sobrado. Nesta última cidade, cinco pessoas foram detidas; três por porte ilegal de drogas, e outras duas por envolvimento com o crime. Mas a Justiça entendeu que não existiam provas suficientes para manter os suspeitos presos.

Fonte: Clicrbs

Anúncios