Tags

, ,

Jéssica Raphaela

Um grupo de ciganos faz manifestação no sábado (1°/9) em frente ao Museu da República. Desde as 8h, cerca de 150 pessoas reivindicam o respeito à cultura e à tradição cigana e protestam contra o preconceito e a xenofobia.

A presidente da Associação Nacional das Etnias Ciganas, Marlete Queiroz, conta que a ação é uma forma de chamar atenção para os problemas enfrentados pela comunidade. “Faltam políticas públicas voltadas para as particularidades do nosso povo. Até hoje, ciganos nascem e morrem sem certidão. Sem falar do preconceito que sofremos”, revolta-se.

Segundo Marlete, mais conhecida como cigana Calin, a reunião é um manifesto internacional e ocorre também em outras cidades do mundo. A idéia surgiu de um grupo espanhol. Em alguns países do leste europeu, o povo cigano ainda sofre perseguições.

Fonte: Correio Braziliense

Anúncios