Em Campinas-SP  no desfile do dia 7 nada mudou, tinha seu palanque de Militares e Sacerdotes Cristãos querendo dizer que hoje somos independentes e democráticos.

Quarenta mil pessoas assistiam e desfilavam pela Avenida Francisco Glicério, caminho antigo dos escravos que vinham acorrentados para seus afazeres sociais. Entre a população estavam os partidos políticos em campanha eleitoral onde muitos nem participam do evento, mas como precisam de votos estavam todos lá com suas bandeiras e fazendo panfletagem.

O atual prefeito que foi eleito por  voto direto dos seus amigos vereadores num dos maiores golpes político na cidade, desfilava no carro de guerra do exército  e mesmo vaiado por uma grande maioria acenava e sorria mostrando que sua hipocrisia e luta por votos seria esquecida pelo povo.

Pude observar que alguns candidatos a Prefeito foram fazer seu corpo a corpo com a população como a Silvinha do PSTU e Marcio Pochmann do PT. Muitos vereadores também aproveitaram o aglomerado de pessoas.

Normalmente, fora da época de eleição os partidos que estão nesse evento são de esquerda, pois a direita só vem quando precisa pedir votos.

O nosso desfile é o “ Grito dos Excluídos “  onde participam todos aqueles que se sentem excluídos pela sociedade seja por causa da religião, situação financeira, na luta por igualdade de Gênero ou Contra a Homofobia e neste grupo podemos citar companheiros que todos os anos vêm à frente participando deste ato de protesto e são eles:

Pedro Tourinho    ( PT)

Ellen Machado      (PT)

Paulo Mariante     (PT)

Adriano Bueno      (PT)

Cinthia Vilas Boas (PT)

Ekedy  Célia          ( Candomblé )

Dofono André        ( Combate ao Racismo )

Oluandeji               ( Blog Religiões Afro Brasileira e Política )

Outros partidos de esquerda também chegam para participar como é o caso do PSTU e PSOL. Infelizmente da nossa religião só os politizados chegam para fazer o ato de protesto, nos deixando com pouca visibilidade, a meu ver seria interessante mostrar para a cidade que não somos o diabo que algumas crenças nos pintam e que nossa cultura além de ser belíssima ajudou a construir este país e mesmo assim somos parte dos excluídos.

Por:  Oluandeji

 

Anúncios