Uma funcionária do supermercado Carrefour Dom Pedro I acusou um cliente de agredi-la e ofendê-la com palavras racistas, na noite desta quinta-feira (6), em Campinas (SP). Jéssica Barros trabalha no setor de cartões e ao comunicar que havia débitos que não foram pagos no cartão do homem, os dois começaram a discutir. “Ele começou a me chamar de macaca. Quando falei que ia ligar para polícia e coloquei o celular na orelha, ele veio e me deu um tapa na cara”, disse

O cinegrafista Tiago Martins, outro cliente do estabelecimento, disse que presenciou o momento das agressões e evitou que a mulher fosse ainda mais agredida. “Na hora que ele partiu para cima dela, todo mundo então foi para cima dele”.

Outra funcionária do supermercado, a atendente Daniele Cristina Pereira, disse também ter visto o momento em que o cliente fez ofensas racistas a Jéssica. “Eu vi ele chamando ela de macaca. Isso é um absurdo, uma falta de respeito”, contou.
A Polícia Militar foi até o supermercado e levou o homem ao 1º Distrito Policial, onde prestou depoimento. O cliente não quis falar com a imprensa.

Fonte: G1

Nossa opinião: Parece que Campinas retrocedeu à época da escravidão e ultimamente vem de noticiários de racismo.

Por Oluandeji

 

Anúncios