Tags

, , , , , ,

Na tarde de ontem (30) na 1° Delegacia de Crimes Ambientais, acompanhando o Babalorixá Mauricio, o qual foi intimado a prestar depoimento por causa de uma denúncia anônima que alega que o mesmo pratica matanças e sacrifícios de animais.

Após um primeiro momento difícil, a conversa acabou por se desenvolver e cheguei à conclusão que viveremos uma situação muito complicada daqui para frente. 

Preste atenção… Foi criado recentemente um grupo de trabalho chamado GECAP dentro da PROMOTORIA PÚBLICA, que ao receber as denúncia anônima (será que é anônima?) contra as casas de Candomblé e Umbanda, dizendo que se praticam maus tratos em animais, o tal grupo, este intimando todos os denunciados a prestar depoimento. E segundo informação e comprovação, pois tomei em mãos 2 (dois) processos de indiciamento contra sacerdotes da nossa comunidade, um deles nosso amigo e parceiro BABA DENILSON. 
Em todos os casos, independente do declarado um INQUÉRITO POLICIAL será instaurado. Pior ainda, em conversa extra-oficial, foi nos informado que haverá em breve uma grande reportagem que será divulgada na TV RECORD, falando dos RITUAIS DE ANIMAIS, onde nossa comunidade será o foco da reportagem. Diante dos fatos e da surpresa, estamos tentando agendar uma audiência com o PROMOTOR DE JUSTIÇA responsável pelo grupo de trabalho GECAP, para que possamos saber de maiores detalhes das ações deste grupo e seus reais objetivos. 

Para saber como agir em defesa dos nossos direitos diante e tais situações. O fato é que dentro da lei e a titulo de tomar esclarecimento, nossa comunidade esta sendo constrangida, intimidada e se não ficar de olho aberto e souber o que falar, vai acabar sendo indiciado e processado por crimes maus tratos de animais. 

Explico: A liberdade religiosa e de culto é garantida pela constituição, mas dentro da lei. Mas a lei de defesa dos animais e meio ambiente diz que não pode haver maus tratos ou sofrimento de animais em situação nenhuma. Assim sendo, dependendo de como for feito a declaração na delegacia, quando forem intimados os PAIS E MÃES, podem estar assinando uma confissão de culpa. Pois se na declaração não ficar claro que o animal não sofre maus tratos e dores, a lei será aplicada no seu rigor. 

Dentre tantas outras coisas, que são impossíveis de se relatar aqui, espero que tenham entendido a seriedade do fato e do que vai acontecer. Logo após o possível contato com o PROMOTOR ou os representantes do GECAP vamos comunicar nossa comunidade, para que a todos possam estar cientes dos fatos e das ações que podem fazer de você a próxima vítima. 

Temos que instruir nosso povo de como proceder para que sejam evitados danos maiores e constrangimento para o coletivo. Pois a cada indiciado é o nome de todos que irá ser maculado e nossa comunidade ficara cada vez mais marginalizada. Pense reflita e compartilhe esta informação para que todos possam saber e ter o direito de participar da luta em defesa da sua fé e liberdade religiosa.

Por Alexandre Rodrigues

Fonte: Confecção Ide de Prata

Anúncios