Tags

, , , , ,

Professora e ex-candidata à prefeitura de Itaparica, Marlylda Barbuda (PDT), entrou com uma Ação de Indenização por danos Material e Moral contra o pastor da Igreja Universal, Carlos Eduardo Nunes. A Ação, protocolada no dia 07/11/2012, na V Vara Civil da Comarca de Itaparica, é decorrente da gravação de um vídeo, feito por uma câmera de celular no interior da igreja, no dia 29 de setembro de 2012.  Os Templos da IURD são facilmente identificados devido ao padrão de suas arquiteturas. O vídeo mostra que o pastor Carlos supostamente atendia a uma pessoa, que estava manifestada, vilipendiando a religião afro brasileira.

Exu da Morte

No dialogo entre o pastor e a senhora manifestada, esta diz que seu nome é “Exu da morte” e responde a várias perguntas, afirmando que a professora Marlilda teria oferecido o sangue de uma vaca e que o “trabalho” tinha como objetivo a morte de um adversário dela.

Segundo a acusação, o vídeo foi repassado para vários fiéis, via torpedo, visando prejudicar Marlylda na eleição, além de uma clara manifestação de racismo e intolerância religiosa, razão pela qual ela decidiu ir à Justiça.

Fonte: Itaparica Online

Nossa opinião: Estou praticamente sem palavras para descrever tamanha criminalidade, espero que as pessoas consigam ter a noção que isso é teatro para desqualificar e criminalizar, mas que na verdade o verdadeiro criminoso é este pastor e uma boa parte da igreja do ódio de Edir Macedo.

Sem Mais

Oluandeji