Tags

, , ,

São Paulo – A Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir) deve lançar até o final do ano seu disque-denúncia, um serviço de utilidade pública com chamada gratuita de qualquer parte do país, nos mesmos moldes do disque 100, da Secretaria dos Direitos Humanos, usado para receber denúncias de violência contra crianças e adolescentes, principalmente casos de violência sexual, prostituição infantil e pornografia na internet.

Em fase de finalização na Agência Nacional de Telecomunicações, o Disque-Discriminação Racial, será usado para receber e ouvir denúncias de racismo, encaminhar os denunciantes para os serviços de proteção e de registro criminal, como as forças policiais e Ministério Público. O serviço faz parte da estratégia da Seppir de incentivar as denúncias de racismo por parte da sociedade civil.

Fonte: Rede Brasil Atual

 

Anúncios