Tags

, , , ,

negra e a minha corNegras. Não “moreninhas”, “escurinhas”, “chocolate” ou outras formas de esconder o temor generalizado do preconceito, que apenas o reforça. No Dia Internacional da Mulher Negra Latino-americana e Caribenha, a discussão deve ser aberta a todas as cores, gêneros, credos e outras condições que nos diferencie sem nos fazer humanos menos semelhantes. Nos próximos cliques, você entra em um universo de constante luta por coisas simples como a legitimação; sensações básicas como a de se sentir bem sem olhares de juízo pré-concebidos. São relatos de gente real, que lida diariamente com uma ignorância teimosa e que ainda segrega e fere por meio de uma discriminação por vezes silenciosa, mas sempre presente.

Assim começa o especial Negra é a Minha Cor, escrito e produzido pelo jornalista do Diario de Pernambuco Ed Wanderley. O multimídia foi premiado na noite de segunda-feira (12), no Rio de Janeiro, na categoria especial do II Prêmio Nacional Jornalista Abdias Nascimento.

Fonte: Diário de Pernambuco

Anúncios