Tags

, , , ,

Este mês tive alguns debates acalorados com amigos que “não são racistas”, que não se conformavam com os “privilégios” que negros estavam tendo em cima dos brancos. Isso me atentou a fatos lógicos porque algumas pessoas são contra o sistema de cotas raciais, pois os que estavam reclamando eram pessoas brancas de classe média, que passaram sua infância entre brincar, viajar e estudar, contudo achavam que o negro deveria ser igual a eles, mas não nos privilégios, pois não tinham culpa do Negro morar em favela, não ter saúde, nem escola e passar por um racismo normalmente aceito pela sociedade.

Com o bate papo cada vez mais quente, até que um deles me disse que Negro parado é suspeito e correndo é ladrão, mas que tinha amigos negros e até um empregado, mas não gostaria que sua filha tivesse um namorado negro e que não achava que isto era racismo.

Os relatos estavam me deixando irritado, mas entendi que eles eram uns coitados a tal ponto que nem perceberam que eram racistas, mal sabiam da ignorância que carregavam em seus pensamentos.

O vídeo que vem a seguir é premiado e de uma qualidade técnica e instrutiva de tirar o chapéu, parabéns a todos que estiveram nesse processo, meus parabéns antecipados a todos que divulgarem este trabalho de conscientização e combate ao racismo.

Por: Oluandeji

Prêmio Abdias Nascimento 2012 – Televisão: Luciana Barreto e equipe, Caminhos da Reportagem: Negros no Brasil — Brilho e Invisibilidade, TV Brasil — RJ

 

 

Anúncios