Tags

, , , ,

Entre os manifestantes estão mais de cem organizações que compõem os movimentos negros, estudantil, indígena entre outros.

Manifestantes do Comitê contra o Genocídio da Juventude Negra e Periférica de São Paulo  ocuparam durante toda a tarde desta quinta-feira(22) a sede da Secretaria da Justiça e Defesa da Cidadania, no Pátio do Colégio, região central de São Paulo. Os protestos são por uma audiência com o novo Secretario de Segurança Pública, Fernando Grella Vieira, para tratar sobre o genocídio da população negra.

Além da audiência com o novo secretario de Segurança , os manifestantes entregaram a Secretaria de Justiça um documento com as principais reivindicações do Comitê.

Para a estudante Caroline Amanda Lopes, integrante do GT (Grupo de Trabalho) institucional do Comitê e moradora do Jardim Ângela, a manifestação de hoje foi  extremamente estratégica.

“Nossa ideia era chamar atenção durante a posse do novo Secretario, mas pela quantidade de segurança, achamos por bem ocupar a sede da Secretaria da Justiça. Nossas reivindicações  já haviam sido enviadas ao antigo Secretario – a quem inclusive, pedimos que a Justiça puna por todos os crimes cometidos durante seu período no cargo”, explica.

A assessoria de imprensa da Secretaria da Justiça informou, através de nota, que o chefe de gabinete da Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania, Roberto Fleury, foi quem atendeu os integrantes e organizadores do Comitê. Em respeito a exigência de intermediação com o recém-empossado secretário da Segurança Pública, Fernando Grella Vieira, para que este recebesse e encaminhasse documento com todas as reivindicações foi feito contato com o chefe de gabinete e com o assessor parlamentar da Secretaria da Segurança Pública, que ficaram de agendar uma data para o encontro. A assessoria informa ainda que a Secretaria da Justiça protocolou e entregou o documento na Secretaria da Segurança Pública.

Panorama Brasil tentou ouvir o novo secretário, entretanto, a assessoria de imprensa da Secretaria de Segurança Pública informou que com a posse do cargo ocorrida hoje, Grella estaria impossibilitado de comentar o caso.

Por: Panorama Brasil

 

Anúncios