Tags

, , , ,

A cidade do Rio de Janeiro já se prepara para receber uma das tradições religiosas mais populares do país: o Barco de Iemanjá. A Congregação Espírita Umbandista do Brasil (Ceub) realizará, no próximo sábado (29), a partir das 17h, a oitava edição da celebração, que ocorrerá no Posto 3, em frente à Rua Paula Freitas.

Para a presidente da Congregação e fundadora da Comissão de Combate à Intolerância Religiosa (CCIR), Fátima Damas, todo o trabalho que tem seu ápice no fim do ano é válido. “Iemanjá é minha mãe, é mãe de todos. Para realizar este culto, que congrega pessoas do Judaísmo, do Candomblé, da Igreja Católica, e de outras religiões, eu, minha equipe e meus filhos de santo trabalhamos sem parar. Mas é recompensador ver a felicidade, o descanso e a fé nos rostos das pessoas. Minha intenção com este barco é sempre mostrar como Iemanjá é maravilhosa, assim como agradecer por tudo que Ela fez por mim”, revela.

O barco, que sempre tem a presença de sacerdotes de outros segmentos, tornou-se, segundo o interlocutor da CCIR – babalawo Ivanir dos Santos -, um momento de reflexão e união para as milhares de pessoas que sempre prestigiam Iemanjá nos finais de anos. “Tanto no Candomblé quanto na Umbanda, Iemanjá representa a fraternidade universal, porque é mãe de todos os orixás. O mais interessante desse trabalho é como seguidores de outras crenças respeitam e admiram esta celebração. O Rio de Janeiro recebe muitas pessoas de outros lugares do mundo nesta época do ano. Os turistas se impressionam com essa demonstração de fé e com a grandeza do Barco de Iemanjá”, disse o sacerdote do Candomblé.

A carreata com a imagem de Iemanjá sairá às 15h da sede do terreiro, no Estácio. Estão previstas ainda  distribuição de frutas e gira com consultas.

Fonte: Fundação Cultural Palmares