Tags

, ,

ACM Neto quer sistema de cotas raciaisO novo prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), anunciou hoje que vai adotar um sistema de cotas raciais no serviço público municipal.

Um grupo de trabalho vai elaborar os detalhes do programa, que deve definir a parcela de negros que deverão ser contratados pela administração da cidade.

A medida foi anunciada ontem, quando o prefeito assinou o decreto que cria o grupo de trabalho.

“É comum ouvir que Salvador é a cidade mais negra fora da África, mas não é comum nós cultuarmos e enaltecermos a luta e a riqueza cultural dos nossos ancestrais. O objetivo deste trabalho em conjunto é abrir portas e quebras paradigmas. O primeiro deles é a criação de cotas para ocupação de funções públicas em Salvador”, afirmou o prefeito, de acordo com nota divulgada pela assessoria da Prefeitura de Salvador.

A capital baiana é a que tem o maior número de negros do país, com 743,7 mil pessoas que se declaram afrodescendentes, segundo dado baseado no Censo 2010.

Eleições

Durante a campanha eleitoral do ano passado, o tema cotas raciais foi explorado em exaustão pela campanha do petista Nelson Pelegrino, adversário de ACM Neto na disputa.

A propaganda eleitoral petista exibia notícias sobre a ação do DEM, partido de ACM Neto, que questionou a reserva de vagas para negros na UnB (Universidade de Brasília). O STF (Supremo Tribunal Federal), porém, rejeitou o pedido do partido no ano passado e declarou o sistema de cotas constitucional.

“A despeito de o DEM ter entrado com aquele processo, sempre fui favorável às cotas, tanto que a Universidade do Estado da Bahia foi pioneira no país, no governo de Paulo Souto [DEM], em 2003”, disse ACM Neto à época.

Fonte: Jornal da Cidade

Anúncios