Tags

, , ,

pede para sairQue bom que o governador acha que não foi racista, pois a povo de São Paulo conhece bem sua política higienista e lembrando das famílias de Pinheirinho que sofreram sua forma humanista de ser, tanto que ganhou apelidos na periferia de Hitler, fascista e outros dengos que é melhor não escrever.

67405_394246580666506_1278830825_n“O que houve foi um assalto ocorrido num bairro. Você tem um suspeito feito pelas características. É como se dizer: ‘Olha, teve um assalto aqui e o suspeito é um loiro, uma pessoa loira, ou o suspeito é uma pessoa japonesa, asiática’. Enfim, o suspeito era uma pessoa de cor parda”, disse Alckmin. “Mas (esse foi) um caso específico, onde havia um suspeito. Não há nenhuma forma de discriminação”, ressaltou o governador, acrescentando que, se fosse constatado preconceito, “a punição seria rigorosíssima”.( Fonte: Correrio Popular)

O governador Geraldo Alckimin que nega racismo da Polícia Militar que tem em seu governo praticamente um genocídio da juventude Negra, mas entendemos sua posição até por que Campinas conhece de perto essas histórias.

O município de Campinas tem desde a época da escravidão a fama de ser “educadora” de negros, tanto que senhores escravagistas de outras cidades enviam seus escravos à fazenda Roseira para que fossem punidos de forma rigorosa e esta cultura vem passando pelos tempos e apesar de não usar mais o tronco e as chibatas tem sido um racismo institucional marcante dos tempos atuais. Ainda não sei dizer o que mais fere, é ter tantos atos de racismo na sociedade ou saber que pessoas que se dizem sem preconceitos fecharem seus olhos para eles.

Hoje no sindicato dos Metalúrgicos em Campinas, foi debatido todo o processo que fizemos na CEPIR e foi pontual porque queremos ter um comitê de combate ao Racismo em Campinas. Nessa segunda feira estarei entrando em contato cm a Seppir Nacional e pedir que venha uma força federal acompanhar este caso bem de perto.

A próxima reunião será dia 30 as 19h00min no sindicato dos Metarlúgicos e aproveito para convocar todos os negros e todos aqueles que discordam dessa política elitista e racista que vem sendo implantada no estado de São Paulo

Por: Oluandeji

Anúncios