Tags

 

estudantes-UFMA-300x225

O Diretório Central dos Estudantes “17 de setembro”, realizou nesta quinta-feira (7), um protesto em frente ao COLUN (Colégio Universitário), na capital maranhense. A manifestação foi contra mais um ato de racismo ocorrido dentro do espaço universitário.

Segundo os manifestantes, a vítima dessa vez foi a estudante do curso de Artes Visuais da UFMA, Wgercilene Martins que “foi interpelada de forma desdenhosa na presença dos alunos” pelo diretor do COLUN, Francicarlos Veras Cardoso e o coordenador do ensino médio Telésforo Reis, tudo porque a estudante tem cabelos crespos.

O Diretório dos Estudantes divulgou também um abaixo assinado. Segue o texto.

“Nós abaixo assinados, indignados com a agressão sofrida pela estudante do curso de Artes Visuais da UFMA Wgercilene Martins, que ocorreu no dia 28 de janeiro de 2013, a qual realiza um trabalho de ensino da Arte Africana e Afro Brasileira. O diretor do COLUN, Francicarlos Veras Cardoso e o coordenador do ensino médio Telésforo Reis a interpelou de forma desdenhosa na presença de alunos.

O ponto culminante se deu quando o professor Telésforo pegou no cabelo crespo de Wgercilene Martins e sarcasticamente dizia: ‘- e isso aqui também é arte? Consideramos isso inaceitável, pois representa um ato de discriminação não só aos artistas como também a toda população negra na medida em que atinge um dos elementos de identidade dessa população que é o cabelo crespo. Discrimina a arte de matriz africana, objeto do projeto desenvolvido na escola, motivo pela qual solicitamos que o Reitor Dr. Natalino Salgado tome as providências necessárias para que este ato absurdo seja exemplarmente punido.

É inaceitável que o racismo, crime inafiançável, passível de prisão imediata e vestígio execrável da ignorância social seja reiteradamente afirmado no ambiente de uma Universidade. Durante a gestão do Reitor Natalino Salgado, diversos casos vem sendo registrados marcando um posicionamento de gestores e educadores, mas principalmente rasurando a memória e identidade dos estudantes atingidos. Por conta disso, peticionamos o apoio de todos contra ato tão indigno. “

Direito de Resposta

Em nota, a Universidade Federal do Maranhão (UFMA) informa que está investigando o suposto caso de racismo registrado no Colégio Universiário (Colun), no último dia 28 de janeiro, denunciado pelo jornal Vias de Fato. A vítima teria sido a estudante do curso de Artes Visuais Wgercilene Martins, que, segundo a publicação, “foi interpelada de forma desdenhosa na presença dos alunos” pelo diretor da escola, Francicarlos Veras Cardoso, e pelo coordenador do Ensino Médio, Telésforo Reis, por ter “cabelos crespos”.

A UFMA informa que as investigações preliminares não identificaram qualquer comportamento racista por parte dos dirigentes do Colun.

A instituição afirma que a denúncia tem como propósito criar um fato político para “prejudicar o processo eleitoral que está ocorrendo no citado colégio”. Abaixo, a nota:

NOTA OFICIAL UFMA

A Universidade Federal do Maranhão vem a público esclarecer que a denúncia do ato de racismo, supostamente ocorrida no Colégio Universitário, no dia 28 de janeiro de 2013, está sendo apurada pela Instituição.

No entanto, informamos que em uma primeira avaliação não identificamos, até o momento, nenhum ato de racismo, mas a criação de fato político para prejudicar o processo eleitoral que está ocorrendo no citado colégio.

Outro caso

Em 2011, O Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros (NEAB) da UFMA, encaminhou documento ao Reitor Natalino Salgado solicitando providências para um outro caso de racismo. De acordo com o documento o aluno nigeriano, do curso de Engenharia Química, Nuhu Ayuba “ foi insultado, discriminado e submetido a constrangimento público pelas atitudes racistas desencadeadas pelo professor da disciplina Cálculo vetorial, José Cloves Saraiva no Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas (CCET) da UFMA.”

O caso ganhou repercussão internacional.

 

Crime de Racismo na UFMA

 

 

Fonte: Geledes

Anúncios