Tags

, , ,

Ontem dia 30, fui ao centro de Campinas para estar com irmãos e companheiros no ato da 28º Lavagem da escadaria da Catedral. Eu estava com os camaradas da Capoeira Ibeca, indo de encontro ao cortejo quando passo por alguns evangélicos que quando me veem de fios no pescoço começam gritar Jesus vai te salvar e um monte de besteira referindo minha religião ao diabo deles.

Mesmo tendo dendê no sangue, resolvi ignorar e fui participar do ato, ao encontrar o povo de santo de roupa alva, descemos cantando zuelas (cantigas) de Angola, o cortejo conduzido por Mametu Dango trouxe umas 700 pessoas. Ao passar de novo pelos evangélicos, eles gritavam pelo nome de satanás e mostravam a bíblias como se fosse armas de fogo e que iria nos matar, felizmente ignoramos este ódio religioso e seguimos para frente da catedral onde uma multidão de umas cinco mil pessoas nos esperava.

Evangélicos gritando seu ódio

Evangélicos gritando seu ódio

Hoje mais calmo fiquei com meus pensamentos, lembrando-se da falta de respeito que alguns grupos de evangélicos, porque não precisa nos tolerar e nem ser da nossa religião, mas o respeito a seu semelhante e a crença alheia é no mínimo ter educação, é mostrar amor e ploriferar a paz.

Termino este texto assim:

“seu grito de ódio nunca irá abafar o som dos atabaques nem diminuir a minha fé, portanto aos fundamentalistas de plantão gritem até perder a voz porque eu não me importo com seu ódio, pois eu cultuo a natureza que é a verdadeira obra de Deus”.

Por: Oluandeji

Anúncios