Tags

,

mamonas

Depois da repercussão das declarações do deputado federal Marco Feliciano (PSC-SP) sobre a morte dos integrantes dos Mamonas Assassinas, o pai do vocalista Dinho, Hildebrando Alves, entra com processo de danos morais na Justiça de São Paulo contra o presidente da Comissão dos Direitos Humanos e Minorias  na Câmara Federal. As informações são do jornal Diário de Guarulhos.

“O avião estava no céu, região do ministro do juízo de Deus, lá na serra da Cantareira. Ao invés de virar para um lado, o manche tocou para o outro. O anjo pôs o dedo no manche, e Deus fulminou aqueles que tentaram colocar palavras torpes na boca das nossas crianças”, disse o deputado pastor sobre o acidente fatal ocorrido com a banda, em março de 1996, em um culto de sua igreja.

“Ele (Feliciano) é louco. Deus não mata ninguém, Deus é amor. O acidente que aconteceu foi uma fatalidade, eles viajavam muito de avião”, esclarece na entrevista ao jornal Hildebrando indignado com as afirmações do pastor.

Feliciano ataca nominalmente Dinho, o filho de Hildebrando e vocalista da banda. “Pior! Quem era o Dinho? Era da igreja Assembleia de Deus em Guarulhos. Vendeu a comunhão dele (…). Se vendeu ao Diabo pelo vil dinheiro! Dizem por aí, que todo homem tem seu preço. Nós temos que ser diferentes. Nosso preço já foi pago na cruz do calvário”.

O pai de Dinho rebate: “A mãe do Dinho era da Assembleia de Deus; o meu filho só frequentava (os cultos) com ela, na infância. Nós entramos hoje com um processo de danos morais”.

Fonte: http://www.geledes.org.br/areas-de-atuacao/direitos-humanos/260-noticias-direitos-humanos/18091-marco-feliciano-pai-do-vocalista-do-mamonas-assassinas-entra-com-processo-contra-o-deputado