Tags

, , , , ,

medicos cubanosO nosso Ministro da Saúde Alexandre Padilha em conjunto com a Presidenta Dilma, resolveram dar um basta no problema da saúde do país, enquanto governadores e prefeitos sucateiam o SUS para que seja privatizada a saúde pública e uma grande maioria dos médicos que apenas atendem a hospitais particulares e clínicas, o governo brasileiro tem a opção de trazer os médicos cubanos para atender o povo brasileiro.

Mas será que a elite reacionária (política de Direita), vai deixar o governo acabar com a mamata de médicos e hospitais particulares?

Possivelmente irão travar as negociações porque não querem dar a saúde de direito a esta nação, provavelmente inventarão mil mentiras e a mídia dirá que serão comunistas atendendo as pessoas. Mas veja bem que os Cubanos podem vir trabalhar então cadê aquela dita dura que a mídia, principalmente a rede Globo que dizia que eles nem poderiam sair de Cuba?

Gostaria de lembrar a todos que a saúde deste país está sendo sucateada, principalmente no estado de São Paulo, aonde o PSDB vem governando a mais de duas décadas, então fica claro que o Ministro Alexandre Padilha está dando a solução para que a Saúde (SUS) possa sair do fundo do poço e dar a atenção que o povo brasileiro merece.

O governo do PT tem realmente mudando a vida de muitos brasileiros, e claro que tem erros e ainda muito que fazer, mas não podemos negar a transformação na vida do pobre e principalmente da cultura, religião afro brasileira que vem tendo seus direitos garantidos, podendo contar com a SEPPIR e outros órgãos para ajudar-nos até porque em outros governos éramos sufocados e totalmente excluídos da sociedade.

Para mim Oluandeji, temos que apoiar a iniciativa do governo em trazer os médicos Cubanos (negros) para este país e acabar de vez com a agonia de falta de atendimentos nas periferias e em regiões esquecidas.

O SUS precisa ser fortalecido para que possa nos fornecer o atendimento que merecemos e o povo precisam divulgar e ajudar nessa luta, pois é de nosso total interesse ter um SUS que nos atenda com dignidade.

Por: Oluandeji