Tags

, ,

Meninos-3Claro que ninguém quer ser roubado ou agredido, principalmente por um menor, mas ultimamente a mídia vem fazendo um trabalho de divulgar e apoiar a maioridade penal, para que os menores sejam tratados como adultos. Muitas pessoas irão concordar com essa proposta para acabar com a violência, pois foram dirigidas a pensar que a melhor opção é tratar o jovem dessa maneira, mas eu prefiro pensar e colocar algumas considerações:

Nosso sistema prisional é a garantia de que jovens ou adultos voltem à sociedade com garantias de melhoras?

Na verdade, hoje presídios são faculdades do crime e uma porcentagem baixa volta à sociedade com condições de ser integrado ao convívio social, pois não existe plano de educação e nem de inserção social que promova ao presidiário a sua volta com condições para que ele se mantenha longe do crime.

Precisamos também pensar que a prisão é o ultimo recurso e porque não se trata deste problema na raiz?

cracolandiaNão é preciso ser gênio ao perceber quem é realmente preso por crimes cometidos, estes jovens serão das periferias, serão pessoas que não possuem qualidade de vida, nem educação, nem saúde, nem inserção ao trabalho e abaixo de todos os termos de dignidade.

Pronto é assim que se fabricam criminosos, é promovendo a miséria e ainda convencendo a população que a cadeia é o lugar de pobre.

Quando a Princesa Isabel deu a liberdade aos negros, muitos acham que foi uma atitude humanista, mas temos que pensar:

Os negros libertos foram soltos e não puderam ter acesso às cidades, nem a educação, a moradia e muitos menos a um trabalho, porque para isso nosso país trouxe os imigrantes que tiveram aqui suas terras garantidas, salários, educação, saúde e moradia e este processo excluiu a população negra da sociedade brasileira de forma tão cruel que o resultado é claro em 2013. Quero dizer com isso, que a falta de oportunidade igual às todos leva uma sociedade se marginalizar por completo é como um câncer e por isso em São Paulo hoje com o governador Geraldo Alckmin tem o maior índice de morte da população negra ao ponto de ser comparada com um genocídio.

Voltando a falar do menor é necessário entender que trancafiar é o mesmo que assinar a exclusão social, pois não se trata o problema na raiz e com isso podemos dizer que é retirar a água do açude com uma colher, pois a cada colherada que retiramos brota litros da terra e sendo assim o processo só marginaliza e nunca resolverá o problema dos crimes na sociedade.

Tenho que lembrar também de que o jovem pobre, o jovem negro será jogado nas celas, mas a classe média terá seus filhos livres, pois além de possuir advogados para defendê-los é histórico que rico não vai para cadeia, pois pobre é ladrão e rico tem problemas psicológicos, portanto um deles vai apodrecer na cela e o outro num SPA para ser reintegrado a sociedade.

Para terminar só peço a atenção de todos que analisem o problema como um todo e não caiam nas artimanhas da mídia em usar a revolta da população contra ela mesma, pois precisamos cobrar deles é a solução dos crimes onde os criminosos estão em condomínio de alto padrão, pois falar em justiça direcionada é ser no mínimo um reacionário.

Eu não quero essa política de direita que irá trancafiar os jovens, eu prefiro que o problema seja tratado na raiz e que garanta a todo povo brasileiro dignidade, pois lugar de jovem é na escola!

Por: Oluandeji