Tags

,

Viva a Cultura Afro-Brasileira – Festa do Bonfim é registrada como Patrimônio Cultural Brasileiro

O Conselho Consultivo do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) aprovou, na última quarta-feira (5/6), a proposta de registro da Festa do Senhor do Bonfim de Salvador como Patrimônio Cultural Brasileiro. O evento acontece ininterruptamente desde 1745, na Basílica Santuário Bom Jesus do Bonfim, na Cidade Baixa, sempre depois do carnaval.

Baseada na devoção do Senhor Bom Jesus ou Cristo Crucificado, a Festa do Senhor do Bonfim possui matrizes religiosas distintas: a católica e a afro-brasileira. Segundo o IPHAN, ela também envolve diversas expressões da cultura e da vida social soteropolitana.

“Mais que uma grande manifestação religiosa da Bahia, a celebração é uma referência cultural importante na afirmação da baianidade, além de representar um momento significativo de visibilidade para os diversos grupos constituidores da sociedade soteropolitana”, diz, em nota, o instituto.

A celebração que integra o calendário litúrgico e o ciclo de Festas de Largo da cidade de Salvador reúne ritos e representações religiosas (além de manifestações profanas e de conteúdo cultural), durante onze dias do mês de janeiro. Os festejos começam um dia após o Dia dos Santos Reis e terminam no segundo domingo depois da Epifania, no Dia do Senhor do Bonfim.

Um dos pontos altos da Festa, e que a individualiza no conjunto das Festas de Santo e Festas de Largo da cidade de Salvador, é a Lavagem do Bonfim, que se segue ao Cortejo de cerca de oito quilômetros, realizada por baianas e filhas de santo, acompanhada por um enorme contingente de moradores, turistas e de devotos do Senhor do Bonfim.

O Conselho

O Conselho que avalia os processos de tombamento e registro é formado por especialistas de diversas áreas, como cultura, turismo, arquitetura e arqueologia. Ao todo, são 22 conselheiros, que representam organizações governamentais e não-governamentais, e 13 representantes da sociedade civil, com especial conhecimento nos campos de atuação do Iphan.

Fonte: Unegro