Tags

,

Mensagens de Feliciano no Twitter prometem a volta do projeto (Foto: Reprodução internet extraída do saite Jornal do Brasil)

Mensagens de Feliciano no Twitter prometem a volta do projeto (Foto: Reprodução internet extraída do saite Jornal do Brasil)

Jornal do Brasil

O arquivamento da proposta que ficou conhecida como “cura gay”, decidido na noite de terça-feira (2), parece não ter abalado o deputado Pastor Marco Feliciano (PSC-SP), presidente da Comissão de Direitos Humanos (CDH) e um dos maiores defensores do projeto.

“O PDC (Projeto de Decreto Legislativo) não foi arquivado mas retirado, e pode voltar. E voltará na próxima legislatura”, disse ele em seu perfil no Twitter, ainda na terça-feira.

Ele reforça que no próximo ano ele espera um número maior de deputados evangélicos no Congresso, e que “essa perseguição de parte da mídia e dos ativistas” fortaleceu o movimento. “Nos aguarde em 2015! Viremos com força dobrada”, escreveu no Twiter.

O deputado João Campos (PSDB-GO), autor do projeto que ficou conhecido como ‘cura gay’, decidiu arquivar a proposta na Câmara Federal. Ele tomou essa decisão após se reunir com integrantes da Frente Parlamentar Evangélica, da qual é presidente. Logo depois, o plenário da Câmara aprovou o arquivamento.

O texto propunha a suspensão da validade de dois artigos de uma resolução do Conselho Federal de Psicologia, em vigor desde 1999, que proíbe os profissionais de participar de terapia para alterar a orientação sexual e de tratar a homossexualidade como doença. Os profissionais também não podem adotar ação coercitiva a fim de orientar homossexuais para tratamentos não solicitados.

Enviada para Combate Racismo Ambiental por José Carlos.