Tags

,

Sete das 21 propostas foram habilitadas pela Chamada Pública n° 1/2013, que disponibilizará R$ 1,1 milhão para instituições privadas sem fins lucrativos. O prazo para interposição de recursos vai até o dia 03 de julho.

SEPPIR divulga propostas habilitadas para fortalecimento de povos e comunidades tradicionais Chamada é uma das metas previstas no I Plano Nacional de Desenvolvimento Sustentável para Povos e Comunidades Tradicionais de Matriz Africana

 

A Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (SEPPIR) divulgou hoje (28/06) a relação das propostas habilitadas no âmbito da Chamada Pública nº 1/2013, voltada para o apoio a projetos que contemplem o fortalecimento institucional de entidades representativas dos povos e comunidades tradicionais de matriz africana no Brasil. Sete das 21 iniciativas apresentadas foram contempladas.

O resultado divulgado no Diário Oficial da União desta sexta-feira (28), na Seção 3, enumerou apenas seis das sete propostas contempladas, motivo pelo qual será publicada uma retificação com a relação completa na próxima segunda-feira (01). O prazo para interposição de recursos quanto ao resultado da habilitação vai até o dia 03 de julho.

Voltada para instituições privadas sem fins lucrativos, a chamada disponibilizará R$ 1,1 milhão para propostas que tenham como objetivo promover e divulgar a cultura e os valores civilizatórios dos povos e comunidades tradicionais de matriz africana e fortalecer institucionalmente suas organizações representativas.

Plano – O lançamento da chamada pública é uma das metas previstas no I Plano Nacional de Desenvolvimento Sustentável para Povos e Comunidades Tradicionais de Matriz Africana, lançado em janeiro, como resultado de uma ação interministerial e intersetorial coordenada pela SEPPIR, visando ao combate do racismo e à defesa da ancestralidade africana no Brasil.

 

Propostas habilitadas:

1)    Proposta n° 034612/2013 – ASSOCIAÇÃO DE UMBANDA E CANDOMBLÉ DE CODO E REGIÃO – 52 PONTOS

2)    Proposta n° 031565/2013 – ASSOCIAÇÃO AFRO CULTURAL E BENEFICENTE DE MATRIZ AFRICANA SÃO JERÔNIMO – 31 PONTOS

3)    Proposta n° 035247/2013 – CENTRO DE PROMOÇÃO DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL OXOGUM LADE – 27 PONTOS

4)    Proposta n° 031785/2013 – EGBE ILE IYA OMIDAYE ASE OBALAYO – 25 PONTOS

5)    Proposta n° 035396/2013 – MOVIMENTO OJUOBÁ – 21 PONTOS

6)    Proposta n° 029574/2013 – INSTITUIÇÃO DE TRADIÇÕES E CULTURA AFRO-BRASILEIRA SÃO JUDAS TADEU – 17 PONTOS

7)    Proposta n° 035488/2013 – CENTRO DE ARTICULAÇÃO DE POPULAÇÕES MARGINALIZADAS – CEAP – 16 PONTOS
 

Coordenação de Comunicação da SEPPIR