Tags

,

jean_vinicius_linkO deputado federal Jean Wyllys usou sua página do Facebook para se pronunciar a respeito da prisão do ator Vinícius Romão, que trabalhou na novela ‘Lado a Lado’, da Globo. “Em outras palavras, o crime do Vinícius é ser negro, ter cabelo “black power” e estar caminhando na hora e local errados”, escreveu o parlamentar.

Segundo o portal “A Tarde”, Vinícius foi preso no último dia 17 de fevereiro acusado de ter supostamente agredido e assaltado uma mulher no bairro do Méier, na zona norte do Rio. O caso foi registrado pela 25ª DP, no Engenho Novo. Desde então o ator está preso na Casa de Detenção Patricia Acioli, em São Gonçalo, região metropolitana da cidade.

“Passei imediatamente a acompanhar o caso e coloquei minha equipe à disposição do pai de Vinícius, que até agora não conseguiu ver o filho. O ator já está com um pedido de liberdade provisória feito e aguardando a decisão”, completou Jean. As atrizes Carla Daniel e Alessandra Maestrini também manifestaram indignação com a prisão de Vinícius.

“Que absurdo”, lamentou Carla. “Vamos nos mobilizar”, protestou Alessandra. Nas redes sociais, o assunto ganhou destaque. A hipótese de que Vinícius tenha sido confundido pela vítima ganhou apoio do fotojornalista Francisco Chaves.

“Exigimos da liberdade de Vinícius Romão imediatamente”, escreveu em um texto publicado na internet. Segundo o profissional, Vinícius trabalhava como vendedor de uma loja em um shopping do subúrbio carioca.

 

Fonte: http://www.geledes.org.br/racismo-preconceito/racismo-no-brasil/23553-o-crime-dele-e-ser-negro-diz-jean-wyllys-sobre-prisao-de-ator