Documentário “A Bahia do Afoxé Filhos de Gandhy”

Afoxé Filhos de Ghandi reúne mais de dez mil integrantes e tornou-se o mais popular e respeitado de todos os grupos de preservação e divulgação da cultura afro-brasileira na Bahia.

Em 1949 um grupo de estivadores negros do porto de Salvador, na Bahia, fez uma homenagem a Mahatma Ghandi, assasinado um ano antes na Índia.  Reinvidicam, através da criação do Afoxé Filhos de Ghandi, a defesa dos valores de sua cultura de raiz africana, perseguida e discriminada.  Impressionados com a morte do homem que através de um movimento multitudionário de ressistência pacífica hacia conseguido a independência de seu país, resolveram dar seu nome ao grupo. Sabiam que, no idioma Hindu, Mahtama quer dizer Alma Grande.  Exatamente a alma que seria preciso ter para, através de um bloco de carnaval, oferecer uma resistência pacífica transbordante de alegria, mas também de determinação, à discriminação que sofriam por causa de sua cor, sua cultura, sua religião.
O Afoxé Filhos de Ghandi se propôs, como missão,levar a palavra de energia positiva a todos os moradores da cidade, independente de raç ou religião.  E soube, ao longo de sua existência, reinvidicar a marca da cultura africana não apenas no carnaval da cidade, mas no próprio patrimônio cultural do Brasil.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s